Você sabe quais são os 12 principais erros de manutenção que diminuem a vida útil do seu carro?

Sabemos que hoje em dia os carros desempenham papéis importantíssimos e até mesmo vitais em nossas vidas. É com nosso automóvel que vamos ao trabalho, escola, médicos, etc.
Com uma rotina tão intensa o desgaste dos nossos carros é certo. Não só o carro mas qualquer máquina precisa de manutenção regular e, quando não realizadas ...

Arrumar tempo para cuidar do carro é primordial

Você e outras milhões de pessoas levam uma vida bastante agitada e sabemos que é difícil conciliar o tempo para levar seu carro ao mecânico. E quando finalmente isso acontece, na maioria das vezes você pode ficar sem o carro por algumas horas ou até mais, dependendo do problema. 

Um ponto importante que poucas pessoas fazem é consultar o manual do carro. Muitos assumem que já sabem como o carro funciona, mas não é bem assim.

Ao ler o manual do carro, você pode anotar os marcos cruciais da manutenção e assim controlar as datas que precisa realiza-las, evitando o tão provável esquecimento. 

Outro ponto que merece atenção é que nem toda manutenção regular precisa dos serviços de um mecânico. Existem vários trabalhos que você pode executar que manterão seu carro funcionando da maneira correta. 

É importante que você, evite esses 12 principais erros de manutenção do carro que podem reduzir a vida útil do seu carro.

Falha na rotação dos pneus

Os pneus dos carros são bastante resistentes. Duram em média 50.000 milhas antes de precisar ser trocados. Porém o principal erro é esquecer de fazer o rodízio dos pneus de 5.000 a 13.000 milhas.  Caso não faça eles não durarão nem a metade desse tempo, devo lembrar ainda que os pneu possuem valores relativamente altos e podem comprometer seu orçamento. 

Como os pneus consumem de forma diferente, ou seja, depende da posição do carro, por este motivo o rodízio dos pneus garante o desgastem de maneira uniforme e consequentemente duram mais.

Não fazer a troca de óleo recomendada.

O óleo presente no motor do automóvel lubrifica as partes do motor, ocorre que com os passar do tempo o óleo ficar denso e sujo. Acaba por superaquecer o motor e assim desgasta parte do motor. 

Lembre-se sempre de Verificar o manual do seu carro para anotar os intervalos de troca de óleo e sempre siga esta programação. O tempo médio de troca de óleo é de 5.000 a 7.000 milhas para óleo de motor regular e até 15.000 milhas para óleo sintético.

Ignorar problemas com o freio

O manual do carro também recomendará a frequência com que as as pastilhas de freio devem ser trocadas – o que geralmente acontece a cada 80.000 quilômetros. 

Porém, caso ouça um barulho agudo ao dirigir o carro ou até mesmo um baque ao pisar nos freios, leve-o imediatamente à revisão, pois as pastilhas dos freios podem estar desgastadas. 

Caso o problema seja ignorado, danificará as pastilhas do freio, que são bastante caras para substituir.

Não usar as peças certas

Caso você faça sua a manutenção de seu carro, perceberá que existem infinitas  marcas de velas de ignição, filtros e outros componentes que não são de marca. É comum ver até essas peças sem marca onde apenas encontramos os dizeres (adequados à marca e modelo do seu carro). 

Essas peças se tratam de imitações, custam muito menos do que as peças da marca, na maioria das vezes não possuem um desempenho bom e reduzem a vida útil do seu carro. 

Dica de ouro: Sempre compre as peças recomendadas pelo fabricante do seu carro.

Não alinhar as rodas

Quando se instala pneus novos no seu carro, as rodas são alinhadas para garantir ambas apontem para a frente e estejam de acordo com as especificações do fabricante. 

Porém se você cair em um buraco no asfalto ou bater em um meio fio mais alto, pode ocorrer de uma roda ficar fora de alinhamento. Deste modo, caso note que seu carro está puxando para um lado ou que o volante está torto quando seu carro está dirigindo em linha reta, verifique o alinhamento. 

Quando você dirige um carro com as rodas desalinhadas, os pneus se desgastam mais rapidamente (lembre-se pneu é caro) e fica mais difícil de dirigir.

Ignorando a lavagem do carro

Sal, produtos químicos e lama desbotam a pintura de automóveis e podem causar ferrugem prematura se não forem removidos imediatamente. Desta forma, lavar o carro regularmente ajudará a proteger o acabamento do carro.

Lixo no interior

Manter o exterior do carro limpo é importante, porém manter a limpeza do interior é tão importante quanto.

Areia, areia e migalhas podem causar danos nos bancos e no assoalho. Lembre-se de aspirar regularmente, remova as manchas, limpe sujeiras e poeira essa atitude ajudará seu carro a durar mais tempo.

Ignorar reparos

Caso você espere até que o problema se torne óbvio, o automóvel poderá ter sofrido danos intensos. Por este motivo é imprescindível agendar uma manutenção pelo menos uma vez por ano. 

O mecânico examinará todos os componentes do automóvel, como as velas de ignição, tampa do distribuidor e as válvulas. Por fim, emitirá relatório do veículo informando se há algum reparo pendente. Caso haja reparos a fazer, procure sempre executa-los isso ajudará a manter o carro funcionando sem problemas.

Ignorar os níveis de fluido

Para garantir que seu carro continue em boa forma, verifique os níveis de fluido mensalmente e se necessário complete-os. Essa manutenção é de extrema importância, vez que os baixos níveis de fluido causam danos ao motor entre outros problemas. 

O manual do carro possui informações sobre a verificação do óleo do motor, fluido de freio, líquido de arrefecimento, lavador de para-brisa e do fluido da direção hidráulica.

Adivinhar a pressão dos pneus

A pressão média para os pneus varia de 30 e 35 libras por polegada quadrada (psi), importante é não adivinhar – verifique! 

No manual do carro consta a informação correta sobre a pressão recomendada para os pneus. Caso coloque a pressão errada no pneu, pode ter problemas de direção, vida útil reduzida ou até falha do mesmo, aumenta assim o risco de um acidente.

Ignorar ruídos estranhos

Chocalhos, barulhos são sinais de algo errado com seu carro. Se você ouvir ruídos estranhos durante a condução, solicite uma manutenção o mais rápido possível. 

Importante esclarecer, os carros não são seres vivos, não se curam sozinhos (o problema não vai melhorar). Quanto mais esperar, mais danos o problema causará e mais caro ficará a manutenção.

Não dirigir o carro

Estacionar o carro na garagem e optar por ônibus ou bicicleta é uma boa maneira de economizar na gasolina. Porém é importante não deixar o carro parado por muito tempo. 

Quando os carros ficam parados muito tempo, pode deformar os pneus, descarregar a bateria, ou pior ratos e camundongos podem entrar no capô do carro e roer a fiação até que seja totalmente destruído. 

Deste modo, caso você não estiver utilizando seu carro regularmente, pelo menos ligue-o semanalmente e conduza pelo menos uma vez por mês.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
  • Envie um Comentário: